sábado, 9 de abril de 2011

Polícia divulga carta deixada pelo homem que atirou em escola no Rio.

 

Polícia divulga carta deixada pelo homem que atirou em escola no Rio

Da Redação

cidades@eband.com.br

Wellington Menezes de Oliveira, de 23 anos, que atirou em uma sala de aula da Escola Municipal Tasso da Silveira, no Rio de Janeiro, deixou uma carta antes de cometer o ato. O tiroteio deixou 12 mortos – 11 crianças e o próprio atirador. Veja abaixo o documento, divulgado pela Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro.

Confira a carta deixada pelo homem que atirou em escola no Rio

eBand | Jornalismo | Cidades | Polícia divulga carta deixada pelo homem que atirou em escola no Rio

Polícia divulga nova lista com nome dos mortos em massacre no Rio

 

Polícia divulga nova lista com nome dos mortos em massacre no Rio

Foto: Jadson Marques/ AE  Onze alunos da escola foram mortos na manhã de ontem no Rio de Janeiro

Onze alunos da escola foram mortos na manhã de ontem no Rio de Janeiro

Da Redação

cidades@eband.com.br

A Polícia Civil do Rio de Janeiro divulgou, na manhã desta sexta-feira, uma nova lista com o nome de dez crianças mortas durante o massacre na Escola Municipal Tasso da Silveira, em Realengo. No total, foram 12 os mortos, incluindo o atirador.
As vítimas identificadas até o momento são:
1- Karine Lorraine Chagas de Oliveira, 14 anos
2- Rafael Pereira da Silva, 14 anos
3- Milena dos Santos Nascimento, 14 anos
4- Mariana Rocha de Souza, 12 anos
5- Larissa dos Santos Atanázio, 13 anos
6- Bianca Rocha Tavares, 13 anos
7- Luiza Paula da Silveira Machado, 14 anos
8- Laryssa Silva Martins, 13 anos
9- Géssica Guedes Pereira (aguardando documento)
10- Samira Pires Ribeiro, 13 anos
11- menina não identificada
Segundo a assessoria de imprensa da corporação, o corpo de uma menina aguarda identificação dos familiares. A Polícia Civil corrigiu a informação dada anteriormente sobre o número de mortos e voltou a afirmar que foram 11 crianças mortas mais o atirador.
Terror

Na manhã desta quinta-feira, Wellington Menezes de Oliveira, de 23 anos, entrou na Escola Municipal Tasso da Silveira, em Realengo, fingindo ser um palestrante. Armado, ele atirou contra professores e alunos.
O atirador deixou uma carta antes de cometer o ato. No documento, ele pede perdão a Deus e dá instruções para seu sepultamento. O atirador pede ainda que a casa onde morava, em Sepetiba, seja doada para instituições que cuidam de animais.
Veja a íntegra da carta aqui.
Redatora: Bárbara Forte

eBand | Jornalismo | Cidades | Polícia divulga nova lista com nome dos mortos em massacre no Rio

quinta-feira, 7 de abril de 2011

Atirador mata ao menos 12 pessoas em escola no Rio de Janeiro - brasil - Estadao.com.br

 

Atirador mata ao menos 12 pessoas em escola no Rio de Janeiro

Pelo menos 22 pessoas ficaram feridas no tiroteio; atirador, que seria ex-aluno, suicidou-se.

07 de abril de 2011 | 10h 51 

Um homem efetuou vários disparos contra alunos de uma escola municipal em Realengo, zona oeste do Rio de Janeiro, matando ao menos 12 pessoas na manhã desta quinta-feira. O atirador suicidou-se em seguida.

O incidente ocorreu por volta de 8h da manhã na Escola Municipal Tasso da Silveira.

Em entrevista ao canal de televisão GloboNews, o relações-públicas da Polícia Militar, tenente-coronel Evandro Bezerra, afirmou que além dos 13 mortos, outras 22 pessoas teriam sido feridas.

De acordo com informações da Polícia Militar, o atirador seria Wellington Menezes de Oliveira, de 24 anos, ex-aluno da escola.

Os feridos estão sendo levados para o Hospital Albert Schweitzer, em Nilópolis. Ainda não há maiores informações sobre o caso. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.



Tópicos: Rio de janeiro, Escola, Tiroteios, Homem, Alunos, Invasao, Nacional, Geral

comentários para este post 45
comente também
ler todos os comentários

Atirador mata ao menos 12 pessoas em escola no Rio de Janeiro - brasil - Estadao.com.br